Anel Thoth

"Eu sou a Luz do mundo e não há outra Luz senão a minha"
"Espiritualidade é o sopro de vida que lhe mantém vivo, mesmo morto. Religiosidade é o sopro de morte que lhe mantém morto, mesmo vivo". Thunna Burnama


                                                             Anel Thoth,  Ankh Geométrico
                                       
                                                O Ankh não simboliza a cruz cristã
 O Ankh criado por Thoth há mais de dezesseis mil anos, portanto antes de nossa era,  representa a Energia Sustentadora da Vida; a Energia Motriz da Criação: a Energia Sexual. Não é cruz, não representa a cruz e nada, absolutamente nada tem a ver com a cruz criada na nossa era pelo império romano, que a usava  para supliciar, amaldiçoar e matar os condenados. A igreja a usa até os dias de hoje por ser uma extensão do império romano, para comover, iludir, oprimir e dominar os cristãos às suas crenças religiosas, criadas pela “hierarquia reptiliana da falsa-luz” do “astuto mentiroso”. 



Em sua mão esquerda, o Mestre Criador Thoth, Deus da Lua e criador de todas as ciências, segura o “Ankh”( lê-se “anrr”) símbolo da vida eterna e da verdadeira liberdade espiritual e sexual, sem limitações, submissões, dogmas, doutrinas ou crenças, sendo pois o Ankh, como uma Chave Básica de Condução à  Vida; é uma forte energia que representa uma hélice do DNA.É um simbolo energético onde a parte superior tem a forma  representada pelo útero e as trompas, e a inferior uma linha reta vertical representando o órgão masculino.


O Ankh representa a fertilidade, a sanidade, a livre sexualidade, a felicidade, a abundância, a garantia de paz e a Eternidade da Alma; representa as duas energias inseparáveis, a masculina, que é a linha reta vertical, e a feminina, que é a forma uteral. São os dois princípios geradores da Soberana Fonte e da Terra, representando energeticamente o Poder da Energia da Criação.


Thoth o criou e o usava por onde fosse em suas jornadas cósmicas através dos planetas levando a fertilidade, a sanidade física e mental, a paz, a liberdade, a proteção à vida, a abundância ...


O Ankh está ligado ao mistério da Criação e da Sabedoria Universal. Representa o intercurso sexual de muitíssima sacralidade na Espiritualidade Superior, e não pecaminoso e sujo como prega a crença religiosa terrena.O Ankh representa ainda o conhecimento cósmico, a Força Maior da Criação, a Kundalini, sustentadora da vida, situada na base da coluna, no coccix, no Chakra Base ou Raiz. É conhecida como "libido", Energia Motriz dos instintos da vida, o desejo sexual.

Quem o usa como Anel recebe uma forte energia positiva, de proteção à evolução espiritual, sabedoria sem limites, fertilidade, saúde sexual, felicidade e forte energia no chakra sexual. É para o homem uma energia contra a impotência sexual, a energia da kundalini.


O “Ankh” sempre representou a Energia Sexual, da Luz, da Cura, da Fertilidade, da  Abundância, da Sabedoria e Evolução na existência dos povos idos tanto quanto agora nos nossos tempos. A  realeza egipcia o incorporava  no seu nome pessoal, como Tut-ANKH-amon( Tut-Ankh-Aton),  SenANKH...

                                  
                                                    Mestre Thoth, Patrono dos Médicos

Com a imersão de Atlantis, Arlich foi para o Egito onde adotou o nome Thoth e levou o conhecimento, a sabedoria sem limites e a harmonia aos povos egipcios.
Vê-se claramente grafado em relevo  no sarcófago de Amon-hotep II, o deus Egípcio Osíris entregando o Ankh ao faraó, concedendo assim, o controle sobre os princípios dos ciclos naturais, conquistando desta forma, a imortalidade.

É um símbolo sagrado de muito poder eletromagnético.
Como Thoth viveu 52.000 anos com o mesmo corpo carnal,  é entendido que o Ankh fortalece  física, mental e sexualmente a quem o usa.

A parte uteral do Ankh representa os órgãos femininos , o útero e as trompas, e a parte reta vertical, o órgão masculino que fecunda.

                            Thoth ( Arlich Vomalites )  Rei de Lanka(Atlantis) por 16.000 anos

Foi Thoth, Rei de Lanka, Criador e Mestre Espiritual,que trouxera para a Terra a sua criação  hieroglífica, a arquitetura, a medicina, a matemática, a alquimia...Thoth é o Senhor da Voz, Mestre das Palavras, do Conhecimento e Sabedoria Espiritual.É o Senhor da Criação e de elevadíssima espiritualidade. Produzia invenções o tempo todo sem qualquer intenção gananciosa, servindo a todos com o benefício de sua elevadíssima  espiritualidade sem nada receber de volta. É um altíssimo Espírito da Luz que deixou na Terra o exemplo de verdadeira espiritualidade superior. Criou os diferentes idiomas existentes na Terra pelo simples gesto de querer servir a todos, e nunca esperou retorno material de seus feitos.Criou os algarismos, o cálculo, a geometria, a astronomia, o jogo de xadrez e até o jogo de dados. O primeiro calendário terreno foi obra dele. Era o arquivista, o secretário das reuniões  divinais e depois passava tudo para o papiro. Há muitos rolos de papiros sobre o Soberano Grande Sol, deixado pelo mundo afora, cujos escritos são dele.  Percebia a linguagem dos animais sem qualquer barreira, conseguia olhar diretamente para o Soberano Sol naturalmente e ressuscitava aquele que tivesse morrido, e tinha poder total sobre todos os Elementos do Universo. Ele compreendia a todos os mistérios da mente humana e ficou consagrado como o Advogado da Humanidade, Foi considerado o Mestre da Inspiração e todos se inspiravam nele, na grandeza de suas obras sem qualquer segunda intenção.Jamais recebeu algo em retorno pelas suas obras de criação.


Ele levantou o povo de Khem, do antigo Egito, ao mais alto nível de conhecimento e sabedoria para uma civilização e quando o seu tempo de deixar o Egito chegou, ele construiu a grande pirâmide acima da entrada dos grandes salões de Amenti. Na pirâmide, ele portou seus registros e designou guardas para seus segredos dentre os mais ilustres de seu povo.
Nos tempos antigos, os descendentes desses guardas tornaram-se sacerdotes das pirâmides, enquanto Thoth era deificado como o “deus da sabedoria”, o Anotador, por aqueles nos tempos da escuridão, que seguiram a sua passagem.


Os Salões de Amenti tornaram-se o mundo subterrâneo onde a alma passa depois da morte.
Durante os tempos antigos, o ego de Thoth passou para dentro dos corpos dos homens na maneira descrita nos Tabletes de Esmeradas, marco de registro e sabedoria para aqueles que na Era da Luz, vierem.
                                                                                             
Os escritos dos Doze Tabletes de Esmeraldas,  trazem  uma série de segredos da Terra ainda desconhecidos pelos humanos terrenos.
Thoth foi considerado ainda, o deus do Serviçalismo Espiritual visando o Amor Incondicional sem nunca ter visado o retorno material. Nunca, de ninguém ou civilização, foi cobrado qualquer custo pelas sua obras.
          
Anel ThothEm sua mão direita, o Mestre Criador Thoth segura algo chamado “Ankh”( lê-se “anrr”) símbolo da vida eterna e da verdadeira liberdade espiritual, sem limitações, submissões, doutrinas ou crenças, sendo pois o Ankh, como uma Chave Básica de Condução à  Vida; é uma forte energia talismânica que representa uma hélice do DNA.É como uma cruzeta onde a parte superior tem a forma uterina. Representa a fertilidade, a sanidade,a felicidade, a abundância e a eternidade da Alma; representa as duas energias inseparáveis, a masculina, que é a forma reta, vertical,  e a feminina, que é a forma uterina. São os dois princípios geradores do Ceú e da Terra. Thoth o criou e o usava por onde fosse em suas jornadas cósmicas através dos planetas.


Quem o usa como anel ou pingente recebe uma forte energia positiva, de proteção à evolução espiritual, abundância, vida longa, fertilidade e sabedoria sem limites.É conhecido como "a proteção dos advogados".

O “Ankh” sempre representou energia da Luz, da Cura, da Felicidade, da  Abundância, da Sabedoria e Evolução na existência dos povos idos tanto quanto agora nos nossos tempos. A  realeza o incorporava  no seu nome pessoal, como Tut-ANKH-amon(Tut-Ankh-Aton), SenANKH...

Thoth surge no início da civilização Atlantis, há cerca de 52.000 anos atrás, e se manteve consciente por todo esse tempo no mesmo corpo físico. Ele venceu a morte. Após esse tempo, Thoth passou a ocupar uma estrutura etérea por sua própria escolha, o que está muito além da compreensão dos humanos da Terra.



Veio de fora, de muito distante, mas passou a maior parte de sua existência física em Lanka(Atlantis) e é considerado o mais sábio dos Lankeanos, o que o levou a ser Rei por 16.000 anos no mesmo corpo carnal. Seu verdadeiro nome é Arlich Vomalites mas que durante toda a sua existência na Terra, usou vários outros nomes, como Thoth, Chiqueted, Hermes, Mercúrio...


Foi o Mestre Espiritual que mais buscou a evolução de sua espiritualidade tornando-se, pois, o Criador, o deus da sabedoria, daí o nome de Chiquetet, “o que busca por sabedoria”.
Com o afundamento de Atlantis, depois de 6.000 anos quando o Egito começou a ganhar vida, ele vai para o Egito e  nomeando-se a si mesmo  “Thoth” e assim permaneceu durante todo o seu tempo no Egito.

                                                                                        
Thoth saiu da Terra em  várias oportunidades, e ia para outro planeta e por lá ficava  sentado, observando o modus vivendi  e modus faciendi daquele povo, e não dizia uma palavra sequer. Observava tudo com muita atenção para adquirir conhecimento e sabedoria, e assim, pode-se dizer que ele ficou por, mais ou menos cem anos lineares em cada planeta em busca da sabedoria universal.
Por cerca de 2.000 anos Thoth estudou outras formas de vida fora da Terra, mas gostava muito da Terra e a ajudou em muitas áreas.É considerado o protetor do advogado. Com aproximadamente 5 bilhões de anos lineares de idade, a Terra sofreu muitos ataques devido ao despreparo de seus habitantes, que aceitavam a opressão das seitas, doutrinas, dogmas e crenças religiosas, mas o espírito é eterno e o tempo não é linear. O espírito vive para sempre na sua forma e qualquer outra compreensão não passa de ilusão.

                                   
                                                              Thoth e sua filha Seshat

Seshat, filha de Thoth, é uma pessoa tão extraordinária quanto Thoth e teve muitos feitos espirituais.
No “Livro de Thoth das doze pirâmides” ele inicia seu prefácio: “Sou Thoth, o escriba destes tabletes, o que se desloca através de muitas realidades como Mestre Espiritual. Estou ligado à Grande Pirâmide como uma força criacional, tendo chegado aqui pelos Portais da Matriz das Doze Pirâmides.Confiei meus ensinamentos originais aos que eram meus sacerdotes e sacerdotisas no Egito, que devem um dia, restabelecer o conhecimento em plena definição.”


Thoth,  na Grécia, se nomeou “Hermes” e lá considerado um espiritual extraterrestre que trouxe enormes benefícios e curas para o povo da Terra que ainda pouco se conhecia em relação a outros planetas evoluídos


Foi do texto traduzido dos Tabletes de Esmeraldas, de Thoth - que reinou em Atlantis de 50.000 a.C à 36.000 a.C -, que deu origem à Alquimía na Terra. É portanto uma criação do Rei Arlich (Thoth), de Atlantis o material usado para os tabletes que veio também a ser usado para a confecção do Anel Atlantis e do Anel Thoth.Era um material criado através de uma transmutação alquímica, que é imperecível, resistente a todos os elementos, inclusive ao ácido.



Pedidos:
thunnaburnama@gmail.com
Este e-mail é ativo 24 hs por dia, inclusive nos finais de semana.


“Se a Evolução Espiritual lhe chega somente agora já na terceira idade, mostrando-lhe o caminho da Soberana Fonte Central da Luz, agradeça de pronto ao Poderoso Universo por este incomparável momento”.
                                                                    

A doença é o último estágio de desequilíbrio energético do espírito.Assim, se você se  adoece, não basta somente tratar da doença, mas a sua causa que tem origem no desequilíbrio energético.As causas são as mais variadas, como, por exemplo, aceitação às seitas, doutrinas, dogmas e crenças religiosas, ausência da busca à evolução espiritual, vícios, ganância, arrogância, bloqueios de vidas anteriores ou mesmo deste Estágio Existencial, ódio, nervosismos, etc., etc. Somos Seres Espirituais, multidimensionais, Fragmentos da Luz Universal,  e estamos neste Planeta em busca da Luz Maior, da Experiência Evolutiva e não para nos prendermos à conceitos de crenças religiosas e pregações de pastores presos à ganância do dinheiro.

Do equilíbrio energético depende a nossa vida de paz, de harmonia, de luz, de abundância, bem-estar, sanidade física e mental ... da Espiritualidade Superior, porque o estado de equilíbrio não está, absolutamente, embutido na energia iracunda da religião e seus escritos, que portam a inverdade, a ganância, a arrogância, a ardileza...

O Ankh representa a Energia Sustentadora da Vida; A Energia Motriz da Criação.Não é cruz, não representa a cruz e NADA, absolutamente, tem a ver com a cruz usada pelo império romano ou cristãos, que no império romano foi usada para supliciar e amaldiçoar os condenados.Portanto a cruz é símbolo de maldição e não de espiritualidade.O Ankh de Thoth foi criado há pouco mais de dezesseis mil anos antes de inventarem a cruz romana para matar.    

Com a queda de Lanka(Atlantis), Thoth – Arlich Vomalites – vai para o Egito após ter vivido em Atlantis como rei por 16.000 anos. Como deus da Lua, Mestre da Luz e da Sabedoria Universal,  Criador absoluto de tudo que almejava para a luz de todos, incondicionalmente, Arlich Vomalites, Ser da Alta Frequência da Luz, adota no Egito o nome “Thoth”, e cria, na Luz, o Ankh, como Chave Base da Criação, representando as duas energias inseparáveis da Gênese da Criação Universal, a feminina e a masculina, sendo pois o Ankh a representação sagrada da mais forte energia  da Espiritualidade Superior: a Energia sexual.


O Ankh no Anel Thoth representa, pois, a fertilidade, o intercurso sexual, a felicidade plena, a vida eterna, a vida condimentada pelas benéfices da Espiritualidade Superior, sem seitas, doutrinas ou dogmas, sem ganância, limitações ou hipocrisia das religiões.

                                          A Deusa Bastet segurando o Ankh
É importante observar, que o verdadeiro criador do Ankh, foi  o Multidimensional Mestre da Luz e da Criação, Senhor da Sabedoria Universal cujo verdadeiro nome é Arlich Vomalites, mas que assumiu o nome Thoth, no Egito após o desaparecimento de Atlantis.É o protetor dos Advogados e Mestre dos Professores. Thoth teve vários outros nomes nos Universos afora, por ter vencido a morte e vivido 52.000 anos com a mesma estrutura osso-carnal, e em cada existência, se preocupou com a sua evolução espiritual buscando a Sabedoria Universal para ajudar os povos de diferentes civilizações, e foi ele o precursor da evolução e desenvolvimento do Egito.



O desenho do Ankh tem aparecido agora na Terra, através dos agroglifos (crop circles) que os extraterrestres  tem-nos enviado, e que são mensagens, espalhadas pelo mundo.Essas mensagens são relativas à Transição Cósmica porque o Planeta está passando e vem para chamar a atenção dos humanos terrenos quanto ao mal uso das energias, da natureza e adverte quanto a pratica religiosa criada pela falsa-luza e carência do amor universal nos corações humanos, trazendo a violência, a ganância e a negligência das Coisas Espirituais, para que não venha a acontecer na Terra de agora, o que antes já acontecera por oito vezes com outras civilizações.

O Ankh construído pelos Aztecas, em Calixtlahuaca, México. Ele está perfeitamente alinhado com uma pirâmide de pedra no centro arqueológico. O Ankh é Poder, é Proteção, é Evolução Espiritual !!!